NGC 1398 - Uma Galáxia Espiral Diferente


Observou algo diferente nessa bela Galáxia?

NGC 1398 tem um anel de estrelas peroladas, gás e poeira ao redor do seu centro.

Acredita-se que este anel é “uma onda de densidade de expansão da formação de estrelas, causada por um encontro gravitacional com outra galáxia ou pelas assimetrias gravitacionais da galáxia.”

Mas além disso essa galáxia espiral também tem uma barra de estrelas e gás em seu centro, e os braços espirais estão bem mais distantes. 

A NGC 1398 está localizada a cerca de 65 milhões de anos-luz de distância. Isto significa que quando a luz, que vemos agora, saiu da galáxia os dinossauros estavam desaparecendo do nosso planeta.

Esta imagem astronômica cheia de detalhes foi tirada com o Very Large Telescope do ESO, no Observatório Paranal, situado no Chile.

Fonte: Astronomy Picture of the Day
Crédito de imagem: Observatório Europeu do Sul
https://apod.nasa.gov/apod/ap180123.html   



Teoria das Ondas de Densidade: 
"A teoria da onda de densidade ou a teoria da onda de densidade de Lin-Shu é uma teoria proposta por CC Lin e Frank Shu em meados da década de  1960 para explicar a estrutura do braço espiral das galáxias espirais. 
Sua teoria apresenta a idéia de ondas de densidade quasistatica de longa duração (também chamadas de som pesado), que são seções do disco galático que têm maior densidade de massa (cerca de 10-10% maior). 
A teoria também foi aplicada com sucesso nos anéis de Saturno."

Informação interessante sobre os braços espirais:

"Originalmente, os astrônomos tinham a ideia de que os braços de uma galáxia espiral eram materiais. No entanto, se esse fosse o caso, os braços ficariam cada vez mais feridos, uma vez que o que está proximo ao centro da galáxia gira mais rápido do que o que está à beira da galáxia. 

Os braços se tornariam indistinguíveis do resto da galáxia depois de apenas algumas órbitas. Isso é chamado de problema sinuoso. 

Lin e Shu propuseram em 1964 que os braços não eram de natureza material, mas sim constituíam áreas de maior densidade, semelhante a um engarrafamento em uma rodovia. Os carros se movem através do engarrafamento: a densidade de carros aumenta no meio disso, mas engarrafamento em si, no entanto, não se move...

Na galáxia as estrelas, o gás, o pó e outros componentes se movem através das ondas de densidade, são comprimidos e depois se deslocam para fora deles. Mais especificamente, a teoria da onda de densidade argumenta que a "atração gravitacional entre estrelas em diferentes raios" impede o chamado problelma de enrolamento e, de fato, mantém o padrão espiral." 

Fonte: Enciclopédia Wiquipédia


Postagens mais visitadas