Lindas Galáxias Espirais

     

                            1. Galáxia Espiral M88           

M88 é uma linda galáxia cheia de estrelas, gás e poeira, não muito diferente de nossa própria Via Láctea.

A M88 é uma das mais brilhantes galáxias no aglomerado de galáxias Virgo, a cerca de 50 milhões de anos-luz de distância da Terra e tem mais de 100.000 anos-luz de diâmetro.

Os belos braços em espiral da galáxia M88 estão repletos de aglomerados de estrelas jovens azuis, de regiões de formação estelar cor de rosa e faixas de poeira que se estendem desde um núcleo amarelado dominado por estrelas mais velhas.


                                2. Galáxia Espiral M74

Nesta nova imagem da galáxia espiral M74, feita pelo Hubble, vemos muitas regiões brilhantes de formação de estrelas, na cor rosa. 

Estas são enormes nuvens, com vida relativamente curta, de gás hidrogênio que brilham por causa da forte radiação emitida pelas estrelas novas e quentes dentro delas. 

A M74 também é conhecida como Galáxia Fantasma está localizada a 25 milhões de anos-luz na Constelação de Peixes.



                                 3. Galáxia Espiral M61
"Esta nova imagem do Hubble é a imagem mais nítida já tirada do núcleo da galáxia espiral Messier 61.

Também conhecida como NGC 4303, esta galáxia tem aproximadamente 100.000 anos-luz de diâmetro, comparável em tamanho a nossa galáxia, a Via Láctea.


Messier 61 e nossa galáxia pertencem a um grupo de galáxias conhecido como o Superaglomerado 
de Virgem, na constelação de Virgo (Virgem), um grupo de aglomerados de galáxias que contêm até 2000 galáxias espirais e elípticas no total.

Messier 61 é um tipo de galáxia conhecida como uma galáxia starburst (galáxia de explosão estrelar).

Este tipo de galáxia tem uma taxa extremamente alta de formação de estrelas, usando avidamente o seu reservatório de gás em um período muito curto de tempo (em termos astronômicos).
 

Mas esta não é a única atividade acontecendo dentro da galáxia; profundamente em seu coração pensa-se haver um buraco negro supermassivo que está expelindo violentamente radiação."




Fontes: 
1. Astronomy Picture of the Day
Crédito de imagem: Adam Block, Mt. Lemmon SkyCenter, U. Arizona
http://apod.nasa.gov/apod/ap100130.html
2. Hubble Space Telescope/ESA
Crédito: NASA, ESA, e a herança de Hubble (STScI / AURA) Hubble
http://www.spacetelescope.org/images/heic0719a/
3. Hubble Space Telescope/ESA
Crédito: ESA/Hubble & NASA
http://www.spacetelescope.org/images/potw1417a/


















Postagens mais visitadas