Uma Serpentina Gigantesca no Espaço



1. Objeto de Hanny

O Objeto de Hanny é um dos objetos espaciais mais estranhos já vistos no universo conhecido.  

A mancha verde misteriosa e brilhante de gás, está flutuando, como uma serpentina no espaço, perto da galáxia espiral IC 2497 localizada a cerca de 650 milhões de anos-luz da Terra. 

O Telescópio Espacial Hubble descobriu delicados filamentos de gás e uma bolsa de aglomerados de estrelas jovens no objeto gigante, que tem o tamanho da nossa galáxia Via Láctea. 

Observações de rádio têm mostrado uma saída de gás proveniente do núcleo da galáxia e as novas imagens do Hubble revelam que o gás da galáxia está interagindo com uma pequena região do Objeto de Hanny, que está entrando em colapso e vai formar estrelas. 

O núcleo da galáxia produziu um quasar, um poderoso farol de luz alimentado por um buraco negro. 

O quasar lançou um amplo raio de luz na direção de Objeto de Hanny, iluminando a nuvem de gás e tornando-se uma raridade do espaço. Sua cor verde brilhante é de oxigênio brilhando.

A bolha brilhante é parte de uma torção de corda longa de gás, ou a cauda de maré, com cerca de 300.000 anos-luz de comprimento que envolve a galáxia. A única parte opticamente visível da corda é o Objeto de Hanny. 

O objeto iluminado é tão grande que se estende a partir do núcleo da galáxia por uma distância de  44.000 anos-luz a 136 mil anos-luz.

Há evidência que sugere que a IC 2497 pode ter se fundido com outra galáxia acerca de um bilhão de anos atrás. 

Voorwerp de Hanny (Objeto da Hanny, em holandês), nomeado por Hanny van Arkel, o professor holandês que descobriu a estrutura fantasmagórica em 2007.



              2. ilustração sobre Hany's Object


1- Galáxia espiral IC 2497 interage gravitacionalmente com uma galáxia menor que a contornou;

2- Uma cauda gigantesca de gás é puxado para fora da galáxia espiral; 

3- Cheio de gás, um buraco negro no centro de IC 2497 "se transforma" em quasar e emite um poderoso cone de luz, que ioniza uma porção da corrente de cauda, criando o Objeto de Hany;

4- Gás fluindo para fora do centro da galáxia se choca com a cauda de maré desencadeando a formação de estrelas.




Fonte:
1. NASA/Hubble Site/New Center
Crédito: NASA, ESA, W. Keel (Universidade of Alabama), and de Galaxy Zoo Team
http://hubblesite.org/newscenter/archive/releases/2011/01/image/b/
2. NASA/Hubble Site/ News Center
Crédito da ilustração: NASA, ESA, e A. Feild (STScl)
Credito: NASA, ESA, W. Keel (University of Alabama),  and de Galaxy Zoo Team
http://hubblesite.org/newscenter/archive/releases/2011/01/image/d/format/web_print/






Postagens mais visitadas