Interação Gravitacional e Colisão de Galáxias


Quando galáxias se chocam muitas coisas podem acontecer e uma delas é a distorção gravitacional deixando-as quase irreconhecíveis. Ocorre condensação do gás intergalático que resultará em novos períodos de formação estrelas  e por fim, depois de bilhões de anos, o resultado desta fusão será uma única e grande galáxia.

As duas espirais de NGC 7318 que estão colidindo fazem parte do Quinteto de Stephan, esta imagem impressionante foi feita a partir de imagens tomadas pelo telescópio espacial Hubble. 

Quinteto de Stephan foi o primeiro grupo de galáxias a ser identificado, está localizado a cerca de 300 milhões de anos-luz de distância, na direção da Constelação de Pegasus.

Fonte: Astronomy Picture of the Day
Crédito de imagem: Hubble Legado Arquivo, NASA, ESA; Processamento e direitos autorais: Jose Jimenez Priego

http://apod.nasa.gov/apod/ap160810.html





Esta imagem do telescópio espacial Hubble da NASA mostra três galáxias presas por suas próprias forças gravitacionais, e o resultado dessa interação pode levar a extinção de uma delas e as duas galáxias que restarem serão bem maiores.


As três galáxias são: a NGC-7173 (centro-esquerda), NGC 7174 (centro direita) e NGC 7176 (inferior direito), elas fazem  parte do Grupo Hickson Compact 90, que está localizado a cerca de 100 milhões de anos-luz de distância na constelação de Peixe Austral.

A NGC 7173 e a NGC 7176 são galáxias elípticas normais sem muito gás e poeira. Em contraste, NGC 7174 é uma galáxia espiral mutilada que aparece como se estivesse sendo rasgada por seus vizinhos mais próximos. 

Estas galáxias estão sofrendo uma forte interação gravitacional, tendo como resultado um número significativo de estrelas arrancadas de suas galáxias de origem. 

Mas, observe que, apesar de esterem fora das galáxias e espalhadas no espaço, permanecem próximas ao grupo galático como uma nuvem luminosa.

Os astrônomos acreditam que a NGC 7174 será triturada e apenas as duas as galáxias elípticas"normais" (NGC 7173 e NGC 7176), permanecerão.

Hubble obteve imagens destas galáxias com a Advanced Camera for Surveys maio 2006.

Fonte: Hubble/Site News Center
Crédito: NASA, ESA, e R. Sharples (Universidade de Durham)

http://hubblesite.org/newscenter/archive/releases/2009/10/image/a/








Postagens mais visitadas