Imagens do Gigante Gasoso Júpiter






Esses são dados das imagens de Júpiter feitos pelo Telescópio Espacial Hubble, que foram capturados em 19 de janeiro, durante o vai-e-vem de 10 rotações por hora desse gigante gasoso. 

As projeções de todo o planeta representam o primeiro de uma série de retratos anuais previstos pelo programa Outer Planeta Atmospheres Legado. 

Comparando os dois movimentos em destaque das nuvens, pode-se mensurar as medidas de velocidade dos ventos na dinâmica atmosfera do planeta. 

Podemos tomar como exemplo a Grande Mancha Vermelha, a famosa e duradoura tempestade redemoinho, ela possui ventos com velocidade de 482.803 km/h (300 milhas por hora). 

As imagens do Hubble confirmam que essa gigantesca tempestade está encolhendo, apesar de ser maior do que o planeta Terra. Posando ao lado dela (inferior direito) é Oval BA, também conhecida como Mancha Vermelha Junior.

Júpiter em 2015 
Fonte: Astronomy Picture of the Day 
Crédito de imagem: NASA, ESA, Amy Simon (GSFC), Michael Wong (UC Berkeley), Glenn Orton (JPL-Caltech)  

Dois notáveis mapas globais das faixas de nuvens de Júpiter podem ser comparados por apenas deslizar o cursor sobre essa projeção no link abaixo. 

http://apod.nasa.gov/apod/ap151024.html

Nota:Um tornado classe F5, o mais forte e destrutivo, tem ventos com a velocidade de 420 a 530 km/h.



Io é o corpo mais vulcânico no Sistema Solar e tem 3.600 quilômetros de diâmetro, aproximadamente o tamanho da nossa Lua.

Deslizando suavemente por Júpiter, na virada do milênio passado, a nave espacial Cassini capturou esta espetacular vista, com o maior gigante gasoso do sistema solar servindo de pano de fundo para Io, sua lua vulcânica e ativa.

Na foto acima pode-se ter a impressão de que o satélite está próximo às nuvens da atmosfera do planeta, mas Io, que completa sua órbita a cada 42 horas, está localizada a uma distância de 420 mil quilômetros ou mais, a partir do centro de Júpiter. 

O que significa que Io está a quase 350.000 quilômetros acima do topo das nuvens de Júpiter, aproximadamente a mesma distância entre a Terra e a Lua. 

A sonda Cassíni estava a cerca de 10 milhões de quilômetros de Júpiter ao gravar estes os dados desta imagem.

Fonte: Astronomy Picture of the Day
Crédito de imagem: Cassini Equipe da imagem latente, SSI, JPL, ESA, NASA

http://apod.nasa.gov/apod/ap120408.html





Postagens mais visitadas