Galáxias Espirais Impressionantes


Esta galáxia pouco conhecida, denominada oficialmente J04542829-6625280, na maioria das vezes é chamada pelo nome LEDA 89.996, é um exemplo clássico de uma galáxia espiral. 

LEDA 89.996 é muito parecida com a nossa própria galáxia Via Láctea; ela tem forma de disco e é vista de frente revelando a sua estrutura de enrolamento dos braços espirais. 

As manchas escuras observadas nos braços espirais são de fato pó e gás as matérias-primas para novas estrelas, muitas estrelas jovens que se formam nessas regiões fazem os braços espirais parecer brilhantes e azulados.

LEDA 89.996 fica em uma área vibrante do céu noturno dentro da constelação de Dorado (The Swordfish), e aparece muito próximo da Grande Nuvem de Magalhães. 

As observações foram realizadas com o canal de alta resolução da câmera avançada do Hubble para avaliações. 

Fonte: Agência Espacial Europeia
Crédito de imagem: ESA / Hubble e NASA, Reconhecimento: Flickr user C. Claude

http://www.nasa.gov/image-feature/goddard/hubble-looks-at-leda-89996





Similar em aparência com a nossa própria Via Láctea, Messier 100 é uma galáxia espiral grande, que apresenta uma estrutura complexa, com um núcleo brilhante e dois braços proeminentes e dois braços menores são vistos emergir do centro e chegar aos braços espirais maiores.  

M100 abriga numerosas estrelas massivas jovens e quentes, bem como regiões extremamente quentes de hidrogênio ionizado. 

Esta galáxia é um pouco maior que a Via Láctea, com cerca de 120.000 anos-luz de diâmetro e está localizada a uma distância de 60 milhões de anos-luz.   

Uma supernova foi descoberta em M100 em 4 de fevereiro de 2006; nomeada SN 2006x ela é a 5 º supernova encontrada em M100 desde 1900. 

Esta imagem é baseada em dados adquiridos com o telescópio dinamarquês de 1,5 m do ESO no Observatório de La Silla, no Chile, através de três filtros (B: 1,390 s, V: 480 s, R: 245 s). 

A supernova é a mais brilhante das duas estrelas observadas na parte inferior direita do centro da galáxia.

Fonte: ESO
Crédito de imagem: ESO / IDA / Danish 1,5 m / R. Gendler, J.-E. Ovaldsen, CC Thöne e C. Féron

http://www.eso.org/public/images/eso-m100/





Postagens mais visitadas