Estrelas Poderosas no Núcleo de Nebulosas


Nesta vista telescópica de campo amplo está a Nebulosa Jellyfish, entre as estrelas amarelas Mu e Eta Geminorum, à direita da imagem.  

A nebulosa é parte da remanescente de supernova IC 443, uma nuvem de detritos de uma estrela massiva que explodiu. A luz dessa explosão chegou a Terra há mais de 30.000 anos.

IC 443 abriga uma estrela de nêutrons, o remanescente do núcleo de uma estrela que entrou em colapso.  

A nebulosa de emissão Shapless 249 ocupa o canto superior esquerdo da imagem.

Esta água-viva cósmica está a uma distância de 5.000 anos-luz e tem cerca de 200 anos-luz de diâmetro. 

Fonte: Astronomy Picture of the Day
Crédito de imagem: Gerhard Bachmayer

http://apod.nasa.gov/apod/ap090514.html




A Nebulosa Crescente é uma bolha cósmica, com cerca de 25 anos-luz de diâmetro, sendo soprada pelos fortes ventos da sua  brilhante e maciça estrela central, classificada como uma estrela Wolf-Rayet (WR 136).   

A estrela está expelindo seu envelope exterior ejetando o equivalente a massa do Sol a cada 10.000 anos. 

As estruturas complexas da nebulosa são provavelmente o resultado do choque deste vento forte com material ejetado em uma fase anterior.

A Nebulosa Crescente, também conhecida como NGC 6888, está na constelação Cygnus a uma distância de 5.000 anos-luz da Terra.

Fonte: Astronomy Picture of the Day
Crédito de imagem: JP Metsävainio (Astro Anarchy)

http://apod.nasa.gov/apod/ap120816.html




Postagens mais visitadas