Atividades Estelares Formam Estranhas Nebuloas


  
No interior desta nuvem molecular a protoestrela IRAS 20324 + 4057 está se contraindo para formar uma nova estrela mas, do lado de fora,ventos energéticos estão sendo expelidos e luz energética está corroendo muito do gás e pó que poderia ter sido usado para formar a estrela. 

Portanto, ninguém tem certeza de qual será o resultado da massa que estrela vai ter, e assim não se sabe o destino que estrela terá. 

Foram os ventos e a luz moldam a protoestrela com massa próxima a do Sol, a atmosfera exterior desta nova estrela pode um dia expandir formando uma nebulosa planetária. 

Uma outra alternativa é se o casulo estelar acumular muita massa, uma estrela massiva vai se formar e um dia vai explodir em uma supernova. 

A nebulosa protostelar IRAS 20324 + 4057 abrange cerca de um ano-luz e fica a cerca de 4.500 anos-luz de distância s em direção da constelação do Cisne (Cygnus). 

A imagem acima de IRAS 20324 + 4057 foi feita com o Telescópio Espacial Hubble em 2006. 

O resultado final do que IRAS 20324 + 4057 vai se tornar ainda demorará 100.000 - se a gravidade vai reter cada vez mais massa ou se a luz energética vai corroer mais e mais o gás e o pó necessário para formar a uma estrela massiva.

Fonte: Astronmy Picture of the Day
Crédito de imagem: NASA , ESA , Hubble Heritage Team ( STScI / AURA ), e IPHAS




Esta onda de choque se desloca pelo espaço a mais de 500.000 quilômetros por hora, na direção da parte mais baixa na imagem. 

Os finos e coloridos filamentos trançados são longas ondulações em uma folha de gás brilhante. 

A Nebulosa do Lápis, NGC 2736,é apenas uma pequena parte do remanescente de supernova Vela; tem cerca de 5 anos-luz de comprimento e apenas a 800 anos-luz de distância 

O próprio remanescente Vela é de cerca de 100 anos-luz de diâmetro e é a expansão da nuvem de detritos de uma estrela que foi visto a explodir cerca de 11.000 anos atrás. 

Inicialmente, a onda de choque tinha uma velocidade de milhões de quilômetros por hora, mas essa velocidade tem diminuído consideravelmente.


Fonte: Astronomy Picture of the Day
Crédito: ESO

http://apod.nasa.gov/apod/ap120924.html
  






Postagens mais visitadas