Viajante do Espaço Passeia Pelo Sistema Solar


Cometa Lovejoy, C/2014 Q2, neste retrato telescópico colorido, em 16 de dezembro (2014), numa nuvem difusa de gás e poeira em torno do núcleo do cometa com uma bela cor verde, por causa do diatômico C2 um gás fluorescente na luz solar.

Descoberto em agosto deste ano, o cometa Lovejoy está percorrendo o norte através da constelação Columba, indo para Lepus sul de Orion. 

Não é a primeira vez que passa através do Sistema Solar interior.

O Comet Lovejoy passará mais próximo ao planeta Terra em 7 de  janeiro (2015), enquanto o ponto mais próximo do Sol será em 30 de janeiro . Ele deve retornar novamente ... em cerca de 8.000 anos.

Fonte: Astronomy Picture of the Day 
Crédito de imagem: Damian Peach






Ostentando um coma esverdeada e cauda, nessa visão telescópica tomada em 7 de novembro (2013), o Cometa C / 2013 R1 - Lovejoy está passando pelo aglomerado estelar M44. 

A estrela brilhante amarelada é Delta Cancri que está perto da parte inferior do quadro.

Fonte: Astronomy Picture of the Day
Crédito de imagem: Damian Peach





O cometa Lovejoy (C/2013 R1), foi capturado bem em frente a galáxia espiral M63.

Este cometa foi descoberto há apenas três meses e, atualmente, está perto de seu brilho máximo.  

Na foto acima ostenta um grande coma verde e uma lindamente texturizada cauda de íons. 

Fonte: Astronomy Picture of the Day
Crédito de imagem: Damian Peach

http://apod.nasa.gov/apod/ap131202.html



Cometa Lovejoy tem se tornado visível a olho nu, para ver o cometa basta olhar para uma mancha difusa à direita do cinturão de Órion.  

Retratado aqui, o Cometa C/2014 Q2 (Lovejoy) foi capturado três dias atrás passando quase em frente a M79, o aglomerado estelar globular visível como o ponto brilhante ligeiramente acima e à esquerda do coma em tons de verde do cometa.

O núcleo do cometa Lovejoy é um iceberg sujo gigante que está espalhando o gás em uma longa e intrincada cauda de íons, que se estende através da imagem, enquanto que se aproxima do Sol. 

O cometa é esperado para se tornar ainda mais fácil de detectar por observadores do norte durante janeiro (2015). 

Fonte: Astronomy Picture of the Day
Crédito de imagem: Dieter Willasch (Astro-Cabinet)

http://apod.nasa.gov/apod/ap141231.html





Postagens mais visitadas