NGC 1999 - Nebulosa de Reflexão ao Sul de Órion


No centro desta imagem astronômica está a Nebulosa de Reflexão NGC 1999, localizada no sul da Nebulosa de Órion que fica na borda da Grande Nuvem Molecular de Órion, uma grande região de formação de estrelas. 


Fonte: Astronomy Picture of the Day
Crédito de imagem: Adam Block, Mt. Lemmon Sky Center, U. Arizona
http://apod.nasa.gov/apod/ap110224.html


 A brilhante e azulada nebulosa de reflexão NGC 1999 é iluminada pela estrela V380 Orionis.

Outro detalhe é que ela tem uma marca num lado em forma de T escuro, situado bem no centro da nuvem branca da foto acima.

Acreditava-se que esta forma escura fosse uma nuvem de poeira que ficava sobre a brilhante nebulosa de reflexão.

Entretanto imagens infravermelhas recentes indicam que é provavelmente um buraco soprado através da própria nebulosa pela energia gerada por estrelas jovens.

Esta região é abundante em estrelas jovens que produzem jatos energéticos e saídas de ondas de choque luminosas. 

Os jatos estelares empurram o material circundante a velocidades de centenas de quilômetros por segundo. 

Bem mais abaixo observa-se jatos vermelhos em sentidos opostos saindo de uma nuvem escura; acreditava-se que eram dois objetos e por isso receberam o nome de HH1 e HH2. 

Herbig-Haro 1 e 2 são agora conhecidos como jatos de gás ejetados por estrelas muito novas.

Esta região cósmica que aparece nesta imagem feita pelo Hubble se estende por cerca de 10 anos-luz. a cerca de 1.500 anos-luz de distância da Terra,

Fonte: Astronomy Picture of the Day
Créditos de imagem: Telescópio Subaru (NAOJ) e telescópio Espacial Hubble 








 
                 


A  NGC  1999 é uma nebulosa de reflexão porque ela não emite luz mas reflete a luz brilhante da jovem estrela V380 que está dentro da nuvem, visível na imagem acima, próximo do centro.  

V380 Orionis é tão nova que ainda está rodeada pelo que sobrou da sua nuvem de formação, a NGC 1999, tem a cor branca por causa da altíssima temperatura de sua superfície que é de cerca de 10.000 graus Celsius, quase o dobro da temperatura do Sol.

Esta bela imagem feita pelo Hubble deixa bem visível o buraco que há no centro da nebulosa.

Fontes: Hubble Site/News Center
Crédito de imagem: NASA and the Hubble Heritage Team (STScl)



http://hubblesite.org/newscenter/archive/releases/2000/10/image/a/




Postagens mais visitadas